Beirais

10 de maio de 2016 por | admin

Justamente na arquitetura moderna está minha referência preferida de beirais. Não vou argumentar aqui a perfeição das proporções, do refinamento estético ou da genialidade do maior arquiteto americano Frank Lloyd Wright mas quero pegar uma “carona” em uma de suas obras incríveis. O projeto que você vê aqui data de 1908-1910, na cidade de Chicago – US, clima bem diferente do nosso mas certamente teria um desempenho excelente por aqui. Não creio que chuva e sol tenha sido a preocupação central de Lloyd mas esses telhados encantadores nos atenderiam muito perfeitamente.

BEIRAIS-2423_nor

Sobre esse assunto, há bem mais o que considerar além de tendências, modismos ou estilo. Beirais são comuns na arquitetura em todo o mundo e há milhares de anos. Faz parte do sistema construtivo de todas as civilizações salvo aquelas que se desenvolveram em regiões onde não havia chuvas. Então podemos considerar que a importância do beiral é praticamente uma unanimidade na história da arquitetura. É  verdade que a técnica moderna já permite dispensá-los mas não sem pagar o preço. Sem beirais as paredes precisam receber tratamento especial e as esquadrias idem.

 

Simplificando um pouco o assunto podemos afirmar que quanto maior o beiral maior será a proteção. As janelas e portas agradecerão com a durabilidade e melhor resposta à manutenção.

card-8525537-front

BEIRAIS-1485e6c994b13906c50d90bdd0cbc21f

Consideremos ainda os benefícios quanto ao conforto bioclimático que na minha opinião são os mais importantes. Quanto maior o beiral mais sombra na fachada e principalmente nos planos envidraçados. Quando uma vidraça recebe a irradiação solar direta a temperatura interna do edifício  é comprometida, em tempos de variações climáticas importantes a corrida às lojas para compra de condicionadores de ar poderia ser evitada ou reduzida se o projeto de arquitetura levar em consideração esses aspectos.  Há uma infinidade de casas “bonitas” que se transformam em “estufas” no verão.

BEIRAIS-2423_nor

O beiral protege as paredes e mais importante ainda protege as portas e janelas da chuva e do sol. Sem o beiral as esquadrias precisam ter um maior desempenho para barrar a água e o calor, nesse caso o uso de madeira é inviável, vidro temperado e aço é desaconselhável pelo simples fato de esses materiais estarem sendo expostos diretamente às intempéries.  As janelas de aço vão enferrujar mais rapidamente e os fechamentos com vidro temperado auto portante não são muito eficientes e acabam apresentando vazamentos.

034dbb9317aa79562380f201d0c8b391

Mesmo quando o projeto prevê o telhado embutido em platibandas o conceito e a função do beiral pode estar presente através do recuo da esquadria. Não é  exatamente um “beiral” mas terá desempenho semelhante. Portanto, entenda o beiral e não abra mão dele.

 




Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar

wpDiscuz